O que é trabalho informal e formal?

Atualmente, existem diversos tipos de trabalho, desde os mais perigosos aos que parecem ser um sonho. Mas há duas formas de emprego que sempre estiveram em disputa, informal e formal, ambas muito diferentes, pois uma oferece benefícios diferentes da outra.

Você sabe o que é trabalho informal e formal? Descubra aqui, e fique por dentro do assunto!

Em site de vaga de emprego, podemos encontrar diversas campanhas sobre trabalho formal, as quais oferecem maior segurança e atendem aos direitos de acordo com a Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT). No entanto, o mercado de trabalho informal tem ganhado espaço.

 Confira a seguir qual a diferença entre emprego formal e informal, para estar ciente quando aparecerem vagas de emprego.

Empregos formais

É considerado um emprego formal ou legal quando existe um contrato que fornece proteção legal a um trabalhador. Estar sob as leis do país também está sujeito aos impostos correspondentes e garante de várias maneiras quem o assina.

Os trabalhadores contratados em regime CLT, por exemplo, desfrutam de alguns benefícios que os distinguem imediatamente daqueles com empregos informais; alguns deles são aposentadoria, cobertura prolongada de saúde da família, seguro-desemprego, proteção contra riscos ocupacionais, salário fixo, Bônus de Natal, férias, bônus de domingo, dia de descanso semanal, licença-maternidade, serviços públicos, entre outros.

Alguns exemplos de trabalhos formais são advogados, médicos, agente bancário, contador, professor, ministro, bombeiro, enfermeiro, operador de máquinas etc.

Por isso, muitas pessoas acabam pesquisando por curso grátis online, que possuem um curto período de duração e diploma, que os qualifique para conseguir um bom emprego formal no mercado de trabalho.

Trabalhos informais

O emprego informal também é conhecido como emprego irregular, ou seja, exerce uma função, mas, sem registro de trabalho, sem receber os direitos de acordo com a CLT.

 Isso permite que o empregador economize dinheiro, uma vez que não paga os encargos sociais, de férias, de utilidade e de aposentadoria correspondentes, etc. Enquanto isso, o empregado não paga impostos correspondentes à sua renda.

Diferentemente do emprego formal, o emprego informal carece de contrato, portanto, não há direito aos benefícios mencionados acima, o que o torna mais instável. Não se deve pensar que essa modalidade pertença apenas a trabalhos de menor qualificação, pois mesmo os mais qualificados possuem esse tipo de contratação. Isso não significa que ser informal é uma coisa ruim, porque absorve o desemprego e evita o aumento do empobrecimento; além disso, você pode obter experiências e aprendizados diferentes.

Alguns exemplos de trabalho informal são: diarista, taxista, entregador de alimentos, motorista, trabalhador de campo, vendedor ambulante, entre outros.

Sem dúvida, cada modalidade de trabalho oferece coisas diferentes para cada trabalhador. O trabalho formal parece ser a melhor opção, porque oferece benefícios que não apenas garantem um lugar dentro de uma empresa, como também oferece a possibilidade de crescimento no emprego, pode custar um pouco mais para conseguir um emprego como esse, mas vale à pena.

No caso do emprego informal, não há registro em CLT, apenas um contrato ou nem isso, onde o prestador oferece seus serviços por certo período, o que ajuda a evitar o índice de desemprego e aumenta a experiência profissional.

Este último ponto é o motivo pelo qual os empregos informais ganham visibilidade, pois são muito mais fáceis de conseguir uma vaga.